domingo, 31 de julho de 2011

Patrimônio público em "PERFEITO ESTADO DE ABANDONO" se transforma em reduto para animais que vivem nas ruas.

Não é preciso ficar muito tempo na rua para se deparar com animais soltos por todos os lados, principalmente cães ou porcos. Basta dar uma volta no Centro ou nos bairros mais afastados que o cenário é o mesmo. Um problema de saúde pública que merece mais atenção tanto do poder público quanto da sociedade. A probabilidade de proliferação de doenças é grande, além do risco de ataques e acidentes de trânsito. E dos males, o menor: ainda contribui para a promoção de uma imagem não compatível de uma cidade turística como é o caso de Canguaretama
No final da Rua Dr. Pedro Velho, mais precisamente defronte ao Ginásio Poliesportivo Dadá Belarmino (Canguaretama/RN), se encontra uma extensa área em "PERFEITO ESTADO DE ABANDONO" ao mesmo tempo em que espaço para lazer ou habitação parece se tornar utopia em nossa cidade.
O matagal e o lixo fazem parte da vista do local. Pode-se observar também que o muro (branco) e raramente pintado conseguiu escapar do AZULÃO que vem sendo aplicado na quase totalidade dos prédios públicos municipais da cidade de Canguaretama, que aliás coincide com as mesmas cores partidárias ligadas ao PR do atual prefeito da cidade.

"UM SUÍNO"... Este é apenas um dentre os vários porcos, cães vadios e  burros que já fazem parte da panorâmica de nossa cidade e que certamente não traz qualquer benefício ao setor turístico de Canguaretama, afugentando os visitantes para outras cidades.

E o suíno aproveita o NOSSO PATRIMÔNIO para talvez  fazer uma boquinha... Mas antes ele tem que dividir o espaço com o lixo e o matagal.

Necessitamos de políticas públicas voltadas para o urbanismo respeitando as particularidades e a cultura local! Necessitamos de projetos eficazes e que viabilizem o desenvolvimento do setor turístico em Canguaretama e por último, é necessário mais parcerias com o Governo Federal no intuito de ampliar programas sociais para nosso povo, trazendo mais habitação e cidadania aos canguaretamenses.
O Ministério da Saúde orienta até hoje a “apreensão rotineira de cães errantes, sobretudo em áreas endêmicas”. Mas também diz que devem permanecer no canil público “por prazo não superior a 72 horas – para serem resgatados por seus donos”. Depois deste período, podem ser “doados às instituições de ensino biomédico ou sacrificados”. Porém, essa orientação técnica está em debate desde a revisão feita pela Organização Mundial de Saúde (OMS) a partir de 1992. A OMS ainda apresenta o melhor método de controle da população canina: “limitação da mobilidade, controle do habitat e controle da reprodução”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todo o conteúdo postado em forma de comentário é de total responsabilidade do autor do mesmo!
Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:
...
IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato;