domingo, 7 de agosto de 2011

América goleia CRB em Goianinha e se aproxima da classificação à 2ª fase

Os rubros potiguares deixaram o adversário "de 4", gols de Mazinho, Max, Wanderley e André Neles, e lideram o Grupo B com 9 pontos.
O América fez sua fez o dever em "casa" - no jogo de times rubros, os potiguares golearam o CRB por 4 a zero com um bom público em Goianinha, em mais uma partida válida pelo Grupo B da primeira fase da Série C do Campeonato Brasileiro, neste sábado (6), no Estádio Nazarenão, em Goianinha.
Foi mais uma linda festa da torcida rubra, que lotou o estádio e mandou na partida do início até o fim. No começo, um grande susto. Torcedores do CRB soltaram rojões que atingiu o canavial ao redor do estádio. O Corpo de Bombeiros e a Polícia Militar, numa demonstração de muito preparo, conseguiram controlar as chamas e evitar que carros de torcedores e da imprensa, estacionados atrás do estádio fossem atingidos.
A partida valia a liderança do grupo - as duas equipes estavam empatadas com 6 pontos, com o anfitrião potiguar em vanagem pelos critérios de desempate. Com exatamente 1min20s de partida, o placar foi aberto - Val, da esquerda, lançou Mazinho, que tocou na saída do goleiro e pega meio mundo de surpresa. América 1 a zero. Tinha início o domínio dos rubros potiguares.
Com o tempo, tornou-se visível que as equipes estavam avançando especialmente pela alas. A direita - no caso americano, as principais jogadas vinham pelo eixo Valber-Wanderley, com Mazinho-Ivan Gonzalez atuando pela esquerda; o CRB buscou não se entregar, e em mais de uma ocasião pegou a zaga americana "no contrapé", causando alguns sustos.
O América tinha como principal adeversário o vento forte que soprava no Nazarenão, e só ele conseguia atrapalhar um pouco as ótimas jogadas de Válber e Vanderlei pela Direita e Mazinho e Iván Gonzáles. Mais gols rubros pareciam ser somente uma questão de tempo. Apesar de várias chances criadas, o jogo caminhava para final do primeiro tempo com o plcar mínimo.
Mas, aos 41 minutos, uma belíssima jogada que começou com Wanderley, este cruzou a Valber pela direita, avançou, ganhou na velocidade e foi até dentro da pequena área quase rente ao poste e de voltando para Max que chutou na área - o chute saiu "prensado" em um marcador e a bola foi parar no fundo da redes num emanaranhado que só as jogadas de Max conseguem. América, 2 a zero.
O segundo tempo começou com o CRB querendo tentar sufocar o América. O único defeito rubro era que ficava muito atrás. Mesmo assim, o "sufoco" poucos minutos. Aos 15 minutos do segundo tempo, Wanderley aproveitou uma bobeada da defesa, antecipou um passe, invadiu livre e deu um toquinho de bico na saída do goleiro; a bola foi parar no canto direito do gol. América, 3 a zero.
Aos 30 minutos, numa jogada espetacular do "giante Val (outra), ele avançou de área a dentro, driblou o marcador, driblou o goleiro, mas perdeu o ângulo; voltou a driblar o goleiro e enbcontrou André Neles (que havia entrado no lugar de Max) que, em melhor posição, tocou com o lado de dentro do pé para o gol - América, 4 a zero, placar final.
Depois daí foi só administrar o resultado e esperar o apito do juiz. Mas mesmo assim, sempre contando com grandes jogadas de Válber-Mazinho e Vanderlei, e mais participação de André Neles no jogo, o rubro quase amplia o placar. A torcida fazia a festa e cantava o "olé".
Com este resultado, os rubros potiguares se mantêm na liderança do Grupo B com 9 pontos e veem a classificação à segunda fase bem próxima.
Fonte: Blog Tribuna Potiguar

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todo o conteúdo postado em forma de comentário é de total responsabilidade do autor do mesmo!
Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:
...
IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato;