sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Eleição para escolha de novo presidente da Câmara de Canguaretama cria grande expectativa entre situacionistas e oposicionistas Canguaretamenses!!!


Na noite do dia 18 de agosto/11, a cidade de Canguaretama vivenciou mais um episódio de sua história política. Desta vez todos estavam focados para a Câmara Municipal, onde era percebível uma multidão formada por situacionistas, oposicionistas e curiosos. A presença ostensiva da Polícia Militar e alguns policiais civis, além de advogados, funcionários públicos concursados e comissionados tornava a sessão do dia 18 de agosto atípica às demais reunições que já ocorreram naquela Casa.
O Presidente Interino da Câmara Municipal de Canguaretama, João Paulo, seguindo os trâmites legais do regimento interno da Casa e no cumprimento da sentença judicial expedida pela juíza Daniela Cosmo, definiu a realização da eleição para escolha do novo presidente da Câmara Municipal de Canguaretama para o dia 25 de Agosto de 2011. 
Porém, o vereador Clóvis insistia enfáticamente para que a realização da eleição para presidente foi realizada naquela mesma sessão. 
Surpresa também, foi a desistência do Vereador Múcio Martins em concorrer ao cargo de presidente, sendo substituído pelo vereador Dal, que após a abertura do edital de convocação para a eleição se escreveu como candidato a disputar a presidência na próxima quinta-feira dia 25.
Segundo informações publicadas no Blog da Thaísa Galvão, alguns vereadores contrários à decisão do presidente interino, já planejam a possibilidade de entrar com pedido de liminar para bloquear o pagamento do duodécimo repassado pela Prefeitura até o dia 20 de cada mês. De acordo ainda com o Blog da Thaisa Galvão, os advogados Alexandre Filgueira e Glauber Rêgo solicitaram a determinação para cumprimento imediato, no prazo de 24 horas, da decisão judicial em favor da eleição para presidente da Casa, e, em caso de negativa de cumprimento da ordem, que fosse arbitrado multa de R$ 1.000,00 por hora de atraso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todo o conteúdo postado em forma de comentário é de total responsabilidade do autor do mesmo!
Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:
...
IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato;