terça-feira, 4 de outubro de 2011

Cenas de Canguaretama... "Dois corpos poderão ocupar o mesmo lugar no espaço?"

A prefeitura municipal de Canguaretama ao interditar a rua 15 de Novembro (Rua do Peixe) para fins de construção do Centro de Comercialização de Frutas, Verduras e Pescados, transferiu provisoriamente a feirinha do dia-a-dia para a Rua Getúlio Vargas. Porém, parece não ter estabelecido onde ficariam os carros usados no transporte das bancas.
Há pouco tempo os motoqueiros que fazem o serviço de moto-taxi e  que estavam fixados na Getúlio Vargas foram transferidos para outros pontos. Porém os carrinhos de transporte de bancas foram largados de forma desorganizada e irresponsável na mesma rua, causando a diminiuição de vagas para estacionamento, além do perigo eminente no sentido de produzir prejuízos aos veículos estacionados ou até mesmos aos populares que trafegam pela movimentada rua todos os dias.


Na metafísica, impenetrabilidade é o nome dado à qualidade da matéria pela qual dois corpos não podem ocupar o mesmo espaço ao mesmo tempo. Pois bem, tantos os transeuntes, quanto os donos de veículos gritam por providências imediatas no intuito de garantir a livre circulação de pessoas, como também a possibilidade de vagas para estacionamento na Rua Getúlio Vargas, centro de Canguaretama/RN, sugerindo que as autoridades competentes encontrem um lugar adequado para guardarem os carros de transporte das bancas dos feirantes.

Calçada da Getúlio Vargas. Observe o pouco espaço e a grande concentração de carrinhos.

Políticas Públicas e eficientes Já!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todo o conteúdo postado em forma de comentário é de total responsabilidade do autor do mesmo!
Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:
...
IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato;