quarta-feira, 9 de novembro de 2011

CRM libera hospital em Canguaretama


O Conselho Regional de Medicina do Rio Grande do Norte (Cremern) desinterditou, na tarde desta quarta-feira (9), o bloco cirúrgico e obstétrico do Hospital Regional Professor Dr. Getúlio de Oliveira Sales, localizado no município de Canguaretama.
A interdição ocorreu no último dia 21 de setembro, depois de uma fiscalização realizada no dia 31 de agosto, quando uma equipe do departamento de fiscalização do CRM/RN esteve no hospital e constatou que o centro cirúrgico, onde são realizadas cesáreas, histerectomias, colecistectomias, entre outros procedimentos, não ofereciam segurança aos médicos e colocava em risco a vida das pacientes. 

A falta de materiais e equipamentos para o atendimento adequado nas situações de urgências e emergências, além da implantação de uma sala destinada ao Centro de Recuperação Operatória (CRO), que não existia no hospital, contribuíram para interdição. A liberação ocorreu depois que o hospital atendeu às exigências contidas na Resolução do nº  0005/2011, do Cremern, após a interdição.

O hospital dispõe de 60 leitos e presta assistência médica nas áreas de obstetrícia, clínica cirúrgica, clínica médica, pediatria e ortopedia.



Com informações da assessoria do Cremern via Tribuna do Norte

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todo o conteúdo postado em forma de comentário é de total responsabilidade do autor do mesmo!
Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:
...
IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato;