terça-feira, 1 de novembro de 2011

Praça do Atleta: Aparelhos esportivos em ruínas abandonados pela atenção do poder público da cidade de Canguaretama/RN, provoca lesão corporal e risco de mutilação em adolescente de 14 anos!


MUTILAR: V.t. Cortar um membro ou outra parte (do corpo). Deteriorar, destruir parcialmente. Fazer supressões, restaurações inábeis. 
Fonte: Dicionário Online de Portugês


Na noite do dia 31/10 o adolescente Daniel, de apenas 14 anos, chegou ao Hospital Regional de Canguaretama necessitando de cuidados médicos minutos após ser vitimado em sua mão esquerda por um corte provocado em um dos aparelhos de exercício físico em deterioração, na Praça dos Atletas, um dos pontos mais conhecidos da cidade de Canguaretama.

 

A Praça dos Atletas em uma época não muito distante foi ponto de referência esportiva entre diferentes gerações de Canguaretama. Porém, a ação do tempo somado a falta de investimentos e preservação por parte da administração pública ou de qualquer outro órgão responsável, contribuíram para seu sucateamento precoce, resultando nas tristes imagens divulgadas pelo Blog Canguaretama em Chamas nesta postagem.


O adolescente Daniel, 14 anos, foi atendido pelo médico Dr. Clóvis, que costurou sua lesão, onde também recebeu no hospital a aplicação de duas injeções, uma de benzetacil e outra de voltarem. No momento o jovem se recupera em casa e passa bem, seus pais resolveram não abrir porcesso contra os responsáveis.


Visão parcial do apóio de ferro usado para sustentar os pés do atleta. Ainda fixado em uma das pranchas de alvenaria usada em exercícios abdominais na Praça dos Atletas, Canguaretama/RN. Observem que a ferrugem já comprometeu a peça e nenhum órgão competente a extraiu do lugar.


Parte de uma barra lateral semelhante a que lesionou o adolescente Daniel. Necessitamos urgentemente de Políticas Públicas comprometidas com a prática de esporte e lazer, proporcionando o exercício da cidadania em nossa cidade.

O  PRESIDENTE  DA   REPÚBLICA Faço  saber  que o Congresso  Nacional decreta e eu sanciono  a  seguinte Lei:
CAPÍTULO II
Art. 2o O desporto, como direito individual, tem como base os princípios:
...
 III - da democratização, garantido em condições de acesso às atividades desportivas sem quaisquer distinções ou formas de discriminação;
V - do direito social, caracterizado pelo dever do Estado em fomentar as práticas desportivas formais e não-formais;
VIII - da educação, voltado para o desenvolvimento integral do homem como ser autônomo e participante, e fomentado por meio da prioridade dos recursos públicos ao desporto educacional;

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todo o conteúdo postado em forma de comentário é de total responsabilidade do autor do mesmo!
Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:
...
IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato;