quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Vila Flor: prefeito e vereadores entram com pedido de Habeas Corpus no STJ


Marco Carvalho - repórter

O prefeito e seis vereadores do município de Vila Flor, interior do Rio Grande do Norte, entraram com pedido de habeas corpus no Supremo Tribunal de Justiça (STJ). O pedido foi registrado na tarde desta quarta-feira (21) e ainda não há decisões sobre o requerimento de liberdade. Antes disso, as partes já haviam realizado pedidos de habeas corpus ao Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte, que alegou incompetência para apreciar a demanda. O desembargador Amílcar Maia determinou a imediata remessa dos autos para o Superior Tribunal de Justiça.
Todas as nove pessoas detidas na operação "Mensalão da Vila", deflagrada na segunda-feira passada, foram transferidas para o Centro de Detenção Provisório em Macaíba, na Grande Natal. Eles permanecerão em cela separada dos demais presos por exercerem cargos públicos na administração municipal de Vila Flor. Até mesmo o prefeito da cidade, Grinaldo Joaquim de Souza, foi levado para o CDP.
Inicialmente, parte dos acusados haviam sido levados para o quartel do Comando Geral da Polícia Militar, no bairro do Tirol. Após análise, percebeu-se que o destino adequado era o sistema prisional estadual, em seus estabelecimentos provisórios. Estão presos: Pedro Francisco da Silva, presidente da Câmara Municipal, os vereadores Ronildo Luiz da Silva, Ailton Passos de Medeiros,  Irinaldo da Silva, Vidalmir Santos Brito e Magno Douglas Pontes de Oliveira, e também o secretário de Obras João Felipe de Oliveira e o ex-secretário municipal de Administração Antônio Ivanaldo de Oliveira. Completa a lista o prefeito Grinaldo Joaquim Souza.

Um comentário:

  1. Parabéns vereador pela coragem, sabemos que o senhor já foi vítima de diversas represálias, mas jamais se deixou abater ou tenha em algum momento usado de meios escusos, é notoria a formação de carater e sue senso de justiça, seu seu espirito luta é um exemplo a ser seguido, vc é o cara!!! Sempre lutou firme sem recuar, de ideias inovadoras, sempre defendeu claramente a participação da população na administração pública como meio de descentralização do poder, e isto incomodava muito a gestão municipal. Além afirmar publicamente que os Vereadores eram empregados do povo e não do Prefeito ( indignação que nunca fez questão de esconder referente a subviniência dos vereadores ao executivo). Sempre questionou por que todo lugar cresce e desenvolve e Vila Flor só regride? O cara tem uma visão firme e revolucionária, que alguns por limitações cognitivas não conseguem absorver ou simplesmete por interesses próprios fingem não entender...

    ResponderExcluir

Todo o conteúdo postado em forma de comentário é de total responsabilidade do autor do mesmo!
Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:
...
IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato;