sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

MEC vai colocar cópias autenticadas das redações corrigidas na internet

A edição de 2012 do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), prevista para outubro, disponibilizará para consulta on-line as cópias autenticadas das redações corrigidas de todos os candidatos do país. O Ministério da Educação (MEC) informou ontem que a tecnologia utilizada já foi aprovada após teste e constará no edital deste ano. O acesso à prova, porém, não garantirá que o participante poderá recorrer da nota. Segundo a assessoria de imprensa do ministério, esse é um processo que ainda está em fase de análise.
Ao permitir o acesso à prova, o MEC está agindo em cumprimento ao Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), autarquia da pasta responsável pelo Enem, e o Ministério Público Federal no Distrito Federal (MPF-DF), em agosto de 2011, e homologado pela Justiça Federal no DF.
O ministério testou a tecnologia conhecida como computação em nuvem durante o processo de inscrições do Sistema de Seleção Unificada (Sisu). Sem apresentar problemas, o procedimento será adotado pela pasta para o Enem. O conceito de computação em nuvem consiste na utilização da memória e das capacidades de armazenamento de servidores compartilhados e interligados por meio da internet, em que os dados podem ser acessados de qualquer lugar, a qualquer hora. A assessoria de imprensa do MEC afirma que o próprio ministério tem tecnologia e estrutura para isso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todo o conteúdo postado em forma de comentário é de total responsabilidade do autor do mesmo!
Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:
...
IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato;