sábado, 11 de fevereiro de 2012

MORREU AOS 101 ANOS, DONA MOCINHA, A IRMÃ DE LAMPIÃO

Dona Mocinha com chapéu de cangaceiro no reencontro com parentes do Recife em São Paulo, em 2009 (Foto: Glauco Araújo/G1)
Maria Ferreira Queiroz, conhecida como dona Mocinha, morreu na última desta sexta-feira (10), em São Paulo. Ela era a única irmã viva de Virgulino Ferreira da Silva, o Lampião. Segundo a família, ela foi internada horas antes de falecer com problemas pulmonares, mas não resistiu.
O documento de identidade da irmã de Lampião indica que ela nasceu em 8 de janeiro de 1906, portanto, ela teria completado 106 anos, mas ela sempre se recusou a afirmar que tivesse essa idade, mas alegava que não era por vaidade. Ela tem outro documento que aponta a data de nascimento em 8 de janeiro de 1910. Era por este documento que dona Mocinha costumava se identificar.
Ela vivia em um apartamento com os filhos Expedito e Valdeci, em Santana, na Zona Norte de São Paulo. Os parentes mais próximos que também moram em São Paulo, além dos dois filhos, costumavam visitá-la, principalmente na data de aniversário dela.
RG de dona Mocinha mostra uma das datas de nascimento dela (Foto: Glauco Araújo/G1)

Glauco Araújo Do G1, em São Paulo/Fonte: Blog do Alessandru.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todo o conteúdo postado em forma de comentário é de total responsabilidade do autor do mesmo!
Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:
...
IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato;