quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

QUARESMA – Igreja inicia período com lançamento da Campanha da Fraternidade. A tradicional “quarta feira de cinzas” – a quarta logo após o carnaval – é toda cheia de simbologia para a Igreja Católica.


O primeiro simbolismo é que esta data abre a QUARESMA, o período de 40 dias em que os católicos relembram os dias em que Jesus Cristo se RETIROU para o deserto para lá, se preparar espiritualmente para a sua Missão. Neste episódio inclui-se que Ele foi tentado pelo demônio, resistindo e mostrando que seu espírito e sua mente estavam preparados para a futura missão. Neste sentido, a Igreja relembra os fiéis a se prepararem para celebrar “ OS DIAS GRANDES” – A QUINTA FEIRA SANTA, A SEXTA DA PAIXÃO, E O DOMINGO DA RESSURREIÇÃO, o que todos conhecem como SEMANA SANTA que acontecem 40 dias após a quarta feira de cinzas.
O segundo simbolismo é que na quarta feira intitulada “de cinzas” é realizada a Celebração da Unção do óleo com cinzas que representam o arrependimento dos pecados e principalmente a grande Conversão do Pecado para a Salvação. É um período para as práticas do jejum, da oração e da doação de esmolas. É um momento preparatório.
Também nesta quarta feira de cinzas, a Igreja Católica, especialmente a do Brasil, lança a CAMPANHA DA FRATERNIDADE. Esta campanha existe desde 1963. E nestes 49 anos de existência tem como principal objetivo despertar a solidariedade das pessoas em relação a um problema concreto que envolve a sociedade brasileira, buscando caminhos e apontando soluções.
Neste ano de 2012 a Campanha da Fraternidade destaca a saúde pública e suas variantes. Com o tema “Fraternidade e Saúde Pública”, e o lema “Que a saúde se difunda sobre a terra” (cf. Eclo 38,8); a CF de 2012 tentará refletir o cenário da saúde no Brasil, conscientizando o Governo da precarização de condições dos hospitais e mobilizando a sociedade civil para reivindicar melhorias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todo o conteúdo postado em forma de comentário é de total responsabilidade do autor do mesmo!
Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:
...
IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato;