terça-feira, 27 de março de 2012

Deputado Mirim: Representante de Canguaretama pede aumento da frota de transporte escolar e a construção de abrigos para espera de ônibus.

Problemas relativos ao ensino público deram o tom do discurso na primeira Sessão Ordinária do ano realizada pelo Parlamento Jovem da Assembleia Legislativa, nesta segunda (26), no Plenário Clóvis Motta.
O assunto educação foi tocado por quatro dos seis deputados mirins inscritos como oradores na Sessão. O jovem Rodrigo Silva solicitou a construção de uma quadra de esportes para a sua escola, localizada na cidade de Brejinho.
 Representando Canguaretama, Afonso Henrique pediu o aumento da frota de transporte escolar no interior e a construção de abrigos para espera de ônibus. Para solicitar a igualdade de condições de ensino entre alunos de escolas públicas e privadas, o deputado mirim Wiliam Betckin citou dados do ENEM: segundo ele, das cem melhores notas obtidas por escolas potiguares no exame, 83 delas são privadas. Já o jovem parlamentar Luís Felipe denunciou a falta de equipamentos nas escolas públicas, algumas delas, ainda usando quadro de giz branco em suas salas, causando alergias em alunos.
Durante as sessões, os jovens ocupam os mesmos espaços destinados aos deputados da Casa para desempenhar atividades semelhantes como apresentar e debater projetos e requerimentos de sua autoria em prol do desenvolvimento legislativo.
Nesta edição, 12 escolas públicas e particulares de Natal, Canguaretama, João Câmara e Brejinho participaram do Parlamento Jovem. Cada uma elegeu dois representantes para a nova bancada.

Fonte: al.rn.gov.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todo o conteúdo postado em forma de comentário é de total responsabilidade do autor do mesmo!
Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:
...
IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato;