quarta-feira, 14 de março de 2012

Polícia Federal prende quadrilha que fraudava vestibulares de medicina


A Polícia Federal (PF) prendeu, na manhã da terça-feira (13), pelo menos 11 pessoas envolvidas em organização criminosa que fraudava vestibulares de medicina em cinco estados brasileiros. A Operação Arcano, iniciada na manhã da terça-feira (13), cumpre 15 mandados de prisão e 16 mandados de busca e apreensão. Segundo a PF, a quadrilha contava com a atuação de três grupos: o primeiro cooptava os vestibulandos; o segundo se encarregava de treiná-los no uso do equipamento de comunicação conhecido como “ponto eletrônico”; enquanto o terceiro era composto por especialistas em diferentes disciplinas que resolviam a prova em suas áreas e informavam as respostas a um comando central, que as repassava para os alunos.

O grupo atuou em 13 vestibulares promovidos por instituições privadas de ensino nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Piauí, Maranhão, Goiás e Mato Grosso. Das 11 pessoas que já foram presas, duas foram localizadas em São Paulo, uma no no Rio Grande do Sul, uma na Bahia, uma no Pará, três no Piauí, duas em Goiás, e uma em Tocantins. A Polícia Federal também apreendeu duas armas de fogo. Os envolvidos poderão responder pelos crimes de formação e quadrilha e estelionato, cujas penas somadas podem atingir de 2 a 8 anos de prisão. Os alunos que se beneficiaram da fraude também responderão por crime de estelionato.
Fonte: Blog do Cardoso silva

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todo o conteúdo postado em forma de comentário é de total responsabilidade do autor do mesmo!
Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:
...
IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato;