domingo, 11 de março de 2012

Promotora de Parnamirim proibe padres e pastores de defenderem políticos publicamente


A promotora Juliana Limeira Teixeira jogou um balde de água fria nas intenções dos padres, pastores e ministros que tentam defender seus afilhados políticos nos templos religiosos de Parnamirim. 
A recomendação publicada não poderia ser mais clara: é vedada pela legislação eleitoral a veiculação de propaganda eleitoral, seja de forma verbal, seja de forma impressa, nos referidos templos.”
A desobediência pode ensejar a aplicação de multa pela Justiça Eleitoral.
Há quem diga que a decisão da promotoria foi tomada depois que um religioso usou um templo da cidade, recentemente, para uma mobilização de cunho político-religioso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todo o conteúdo postado em forma de comentário é de total responsabilidade do autor do mesmo!
Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:
...
IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato;