quinta-feira, 15 de março de 2012

Quadrilha faz “arrastão” em Goianinha e Canguaretama


Os acusados roubaram duas farmácias, posto de combustíveis e a residência do gerente de um supermercado, pouco tempo após o início do jogo do América. 
Quatro homens, ainda não identificados, aproveitaram o início do jogo do América contra o Horizonte, no estádio “Nazarenão”, nessa quarta-feira (14), para realizarem vários roubos nos municípios de Goianinha e Canguaretama.
Enquanto os policiais militares buscavam por acusados do roubo de um ônibus, da linha Pipa-Goianinha, e garantiam a segurança no estádio, a quadrilha roubou uma farmácia e um posto de combustíveis, em Canguaretama.
Segundo o comandante da Companhia PM de Goianinha, capitão Sandrino, a demora das vítimas em informar dos roubos a Polícia dificultou a busca pelos acusados. “A farmácia não informou o roubo e só depois que o posto foi roubado é que fomos alertados. As testemunhas disseram que os acusados fugiram em uma Hilux, prata, sentido Natal”.
Os militares informaram aos patrulheiros do posto rodoviário federal em São José do Mipibú da tentativa de fuga, e no deslocamento até o posto rodoviário, foram informados de outros dois roubos, praticados pelo mesmo grupo, desta vez em Goianinha.
“Eles foram muito ousados, roubaram o gerente do supermercado Rede Mais, enquanto ele estacionava o carro da empresa, em sua casa, e depois ainda roubaram outra farmácia”.
O oficial não revelou a quantia levada pelo grupo nos quatro roubos, mas foi enfático em afirmar que o roubo do ônibus em Goianinha, não tem ligação com os demais. “São quadrilhas diferentes, que infelizmente, por causa da demora em informar a Polícia dos roubos e da grande capilaridade de estradas na região não conseguimos prender” lamentou o oficial.
As policiais Militar e Civil continuam realizando diligências na busca pelos dois grupos e cogitam prisões nos próximos dias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todo o conteúdo postado em forma de comentário é de total responsabilidade do autor do mesmo!
Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:
...
IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato;