quinta-feira, 26 de abril de 2012

Canguaretama/RN: Guardas Municipais e Alunos da Rede Pública entraram em conflito???



Segundo informações preliminares, alguns alunos da Escola Municipal José de Carvalho e Silva haviam chegado minutos após o toque para retorno do intervalo, e pelo atraso o inspetor escolar proibiu aos estudantes a adentrarem nas dependências da escola, alegando que o tempo tolerável havia se esgotado e que os alunos esperassem até o próximo toque para que retornassem às salas.
Ao que parece, insatisfeitos com a decisão, os estudantes pularam o muro da escola e a movimentação chamou a atenção da Guarda Municipal, onde dois dos seus integrantes, após acionados, entraram no recinto abordando um dos estudantes envolvidos no episódio. A partir de então, de acordo com informações, houve um desentendimento entre o aluno e o Guarda Municipal, ocorrendo um atrito entre os mesmos, resultando em uma ação entendida como excesso, e por consequência, servindo como motivação para que outros estudantes se tornassem solidários ao colega de escola, aumentando ainda mais a grande confusão na noite do dia 24/04/12 na escola pública municipal J.C.S.
A polícia militar de Canguaretama se deslocou para a escola no intuito de averiguar os fatos. Pais de alunos também se fizeram presentes no local demonstrando grande insatisfação e repúdio a forma como a situação foi trabalhada. Havia uma mulher muito nervosa e que gritava a todo tempo que iria fazer exame de corpo de delito em uma jovem que dizia ser sua filha.

O Canguaretama em Chamas, por telefone, conversou com o Chefe da guarda Municipal, Sr. Antônio Firmino, que nos esclareceu o seguinte:

Recebemos um ofício pedindo que fizéssemos a guarnição das redondezas da escola, uma vez que pessoas suspeitas estavam circulando no local e que a ameaça do tráfico de drogas como crack e loló estavam cada vez mais presentes”.
Sobre o que houve na escola, o Chefe da Guarnição nos relatou: “Não houve violência, o estudante tentou agredir o guarda municipal, mas este usou de perícia e cautela, neutralizando o aluno e levando para a Direção até que um de seus pais chegasse ao local”. 

2 comentários:

  1. Amigo, escutar do Chefe da guarda municipal que eles investigam o trafico de drogas?! Nós vereadores pedimos para que a guarda municipal faça sua função que é de proteger o patrimônio publico e não investigar e prender traficantes, fazer segurança particular, fechar estabelecimentos, segurança de festa popular, revistando torcedores que vão ao campo e outras que não competem a suas funções. Os guardas deveriam estar no colégio do catu, piquira, barra do cunhaú, praças, prefeitura, Câmara, quadras, crecheda areia branca (que a atual administração nem recomeça) e outros prédios públicos.

    ResponderExcluir
  2. nobre vereador e bem verdade que reprimir e investigar não são função de GM, no entanto averiguar e em caso de fundada suspeita o GM emquanto agente do poder público municipal que atua na segurança pública municipal tem o dever de agir diante do ato nocivo a ordem pública.
    agora quando o Sr. diz que um legitimo servidor incumbido de atuar na segurança pública em ambito municipal não pode prender traficantes,fechar estabelecimentos, segurança de festa popular, revistando torcedores o Sr. demosntra grande ingnorancia quanto as atribuições de uma guarda municipal.
    no mais visando contribuir para lhe esclarecer sobre o tema pesquise neste e em outros sitios: http://gmpocobranco.blogspot.com.br/ http://segurancapublicamunicipal.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Todo o conteúdo postado em forma de comentário é de total responsabilidade do autor do mesmo!
Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:
...
IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato;