terça-feira, 1 de maio de 2012

Embratel não poderá cobrar DDD de seus orelhões até dezembro


As chamadas de longa distância nacional dos mais de 1.500 orelhões da Embratel, originadas com o código 21, serão gratuitas até 31 de dezembro de 2012.
A gratuidade deverá ser iniciada em 30 de abril de 2012 para o mínimo de 70% dos orelhões, alcançando 100% até 30 de junho de 2012.
A Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) aplicou essa medida cautelar para a empresa por seu "desempenho insatisfatório" na execução do plano de revitalização da telefonia de uso público, iniciado em setembro de 2011. Mais de 400 orelhões da empresa estão fora de funcionamento.
A Embratel tem a obrigação de deixar ao menos um orelhão funcionando nas localidades que possuem entre 100 e 300 habitantes e estão a mais de 30 quilômetros de qualquer telefone fixo.
É nessas cidades pequenas e afastadas, portanto, que a medida valerá. De acordo com a agência, mais de 900 orelhões da empresa estão na região Norte, e cerca de 350 no Nordeste.
A Anatel determinou ainda que a Embratel renove seu conjunto de orelhões. Até 30 de setembro de 2012, 80% devem estar funcionando. Até 31 de dezembro de 2012, o índice deve ser de 95%, sob pena de restrição à cobrança de outras chamadas, inclusive originadas em terminais de acesso individual.
A Embratel informou em nota toda a sua planta de orelhões está sendo totalmente renovada e possui previsão de conclusão para dezembro de 2012. Desse total, 75% serão substituídos até julho deste ano.

Fonte: Dedé Camilo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todo o conteúdo postado em forma de comentário é de total responsabilidade do autor do mesmo!
Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:
...
IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato;