sexta-feira, 11 de maio de 2012

PF prende mais quatro pessoas por fraude eleitoral


Quatro pessoas residentes do bairro dos Guarapes foram presas tentando fazer cadastro na 5ª zona Eleitoral, em Macaíba  

Dois dias após prender quatro pessoas por irregularidades no recadastramento eleitoral na cidade de Macaíba, região metropolitana de Natal,  a Polícia Federal voltou a autuar eleitores em flagrante pelo mesmo tipo de crime. Na última quarta-feira (9), um auxiliar de cozinha, 27 anos, um cabeleireiro, 19, um porteiro, 34, e um lavador de automóveis, 34, todos residentes no bairro dos Guarapes, em Natal, foram acusados de tentativa de fraude durante o cadastramento biométrico realizado na 5ª Zona Eleitoral de Macaíba.
Divulgação
Quatro pessoas residentes do bairro dos Guarapes foram presas tentando fazer cadastro na 5ª zona Eleitoral, em Macaíba
Os envolvidos procuraram o cartório da 5ª Zona Eleitoral visando fazer a transferência dos seus títulos para a cidade de Bom Jesus, interior do Estado, mas quando apresentaram a documentação e foram entrevistados, os funcionários desconfiaram de que se tratava de uma tentativa de fraude, já que caíram em diversas contradições. Dois deles, inclusive, garantiram não se conhecer, mas estranhamente apresentaram contas de luz correspondentes ao mesmo endereço.
Acionada pelos funcionários do cartório, compareceu ao local, uma viatura da PM que conduziu os suspeitos para autuação na sede da Superintendência da Polícia Federal. Durante o depoimento, eles confessaram a tentativa de fraude e  apresentaram desculpas diversas para justificar o ato. Dois deles chegaram a afirmar que o motivo da transferência seria ficar mais "próximo da residência da namorada". Todos alegaram ter agido por vontade própria e negaram o envolvimento de terceiros.
Enquadrados nos artigos da Lei 4.737/65 e do Código Penal Brasileiro, os suspeitos, após a realização de exame de corpo de delito, permanecem sob custódia da Polícia Federal e devem ser encaminhados ainda hoje para uma das unidades do Sistema Prisional do Estado, onde aguardarão o pronunciamento da justiça.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todo o conteúdo postado em forma de comentário é de total responsabilidade do autor do mesmo!
Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:
...
IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato;