domingo, 3 de junho de 2012

Canguaretama/RN: Após ocupação de Terras em Barra do Cunhaú... Invasores pedem mais atenção às autoridades competentes!!!

Fonte da Imagem: Blog S.O.S. Canguaretama
Como forma de protesto os populares que empreenderam a ocupação de terras no distrito de Barra do Cunhaú-Canguaretama/RN, resolveram expressar, através de uma placa, sua indignação e desespero pela sensação de lentidão em relação a administração pública municipal da cidade diante do episódio. De acordo com o Blog S.O.S. Canguaretama, desde a invasão até o dia 02/06, apenas três funcionários da prefeitura compareceram ao local e foram embora dizendo que voltariam com uma equipe da Assistência Social e o povo ainda está esperando!
São dezenas de barracas de palha, crianças circulam de um lado para outro brincando, não percebem a angustia e a revolta dos seus pais, essas pessoas estão se sentindo abandonadas.  
Se existissem mais políticas públicas voltadas para a habitação este tipo de evento estaria acontecendo?????????????
O Blog S.O.S Canguaretama traz ainda uma reflexão interrogativa sobre Barra do Cunhaú abordando: 
Quais projetos foram executados em Barra do Cunhaú pela administração pública? Quantas quadras de esportes foram construídas? Será que o muro do Centro Educacional Roberto Magalhães de Melo foi concluído? E o bebedouro desta escola? Estarão as crianças bebendo água (natural) de um filtro improvisado com um garrafão de água mineral??? E os médicos plantonistas estarão cumprindo a risca seu expediente nos finais de semana na Unidade Básica? Será que o atendimento odontológico vem sendo expressivo em Barra do Cunhaú? E os aparelhos estão recebendo a manutenção devida ou poderão estar quebrados???

Fonte: Blog S.O.S. Canguaretama (adaptado)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todo o conteúdo postado em forma de comentário é de total responsabilidade do autor do mesmo!
Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:
...
IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato;