quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Canguaretama/RN: Veículo interceptado pelo NORE inicia fuga cinematográfica na BR-101 tendo desfecho em canavial na cidade de Arês/RN


Na última segunda feira, 10/09, por volta das 09h:30min, o condutor de um veículo Honda Civic, cor preta, ao avistar a guarnição do Núcleo de Operações Rodoviárias Estadual (NORE), efetuou uma manobra perigosa de frente a Companhia de Polícia Militar em Canguaretama. Os policiais do Núcleo de trânsito da cidade se deslocaram a fim de abordá-lo, tendo o encontrando parado no semáforo, na Av. João Gomes de Torres. Ao descerem da viatura os policiais foram surpreendidos com mais uma manobra perigosa. O condutor engatou marcha ré, deu um giro com o veículo e tomou rumo em altíssima velocidade com destino a BR 101. Os policiais do NORE solicitaram apoio a outras viaturas da região e passaram a acompanhar o infrator, após uma intensa perseguição, já na cidade de Arês,  o infrator parou o veículo e empreendeu fuga a pé pelo canavial, sendo capturado pelos agentes. O condutor que causou todo esse transtorno é um adolescente de 17 anos. O menor foi encaminhado à Delegacia juntamente com seu responsável a fim de serem submetidos a Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO). O veículo se encontra apreendido, as notificações aplicadas chegam a um valor de aproximadamente R$2.500,00 (dois mil e quinhentos reais) e o responsável pelo adolescente teve sua CNH apreendida e remetida para o DETRAN. Tudo foi repassado para o Delegado da cidade de Canguaretama e o Ministério Público já foi informado. 

Fonte: NORE

Um comentário:

  1. Parabéns pelo profissionalismo dos policiais de Canguaretama. jah pensou atirar no momento em que ele fez a manobra no semáforo e matar um adolescente que fugia por não ser habi8litado. òtimo trabalho

    ResponderExcluir

Todo o conteúdo postado em forma de comentário é de total responsabilidade do autor do mesmo!
Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:
...
IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato;