quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Salvem nossos Livros: Acervo público, intelectual e material da cidade de Canguaretama são jogados ao chão da Secretaria de Meio Ambiente!!!



A manhã da última terça feira, 04/12, ficará marcada pela violência intelectual vivenciada pelos alunos, profissionais da educação e servidores lotados na SEMUMA da cidade de Canguaretama/RN.
As imagens exibidas através desta postagem no Blogsite Canguaretama em Chamas foram produzidas por um estudante em estado de choque ao flagrar a forma como nosso patrimônio intelectual e material está sendo tratado pelas autoridades competentes de nossa cidade.
Centenas de livros, alguns deles raríssimos e fruto de doações ao longo dos anos, foram literalmente DESPEJADOS ao chão da SEMUMA.
Ao confrontarmos as imagens desta postagem com situações ocorridas em gestões anteriores, não identificamos nada que possa ser comparado ao descaso e absurdo praticado ao nosso maior patrimônio: A EDUCAÇÃO na atual administração pública municipal. Gastos com Educação não são despesas e sim investimentos!!!

O Blogsite Canguaretama em Chamas, abre mais uma vez seu espaço ao Sr. Secretário de Educação da cidade para que este venha dar as devidas explicações às famílias canguaretamenses.
O Blogueiro e Prof. Erivan Ferreira foi até a Sec. do Meio Ambiente em busca de informações e no momento ouviu dos funcionários que ali se encontravam que as bibliotecas públicas municipais do centro da cidade e do distrito de Piquiri haviam fechado e que os livros estavam sendo depositados na SEMUMA e no Clube Municipal (Centro de Eventos).
Fonte desta Imagem:http://www.facebook.com-Francisco Galvão Alves

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todo o conteúdo postado em forma de comentário é de total responsabilidade do autor do mesmo!
Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:
...
IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato;