quinta-feira, 28 de março de 2013

Baía Formosa/RN: Empresários e comunidade indígena disputam terras



No último dia 13, o corretor, Sr. Waldemir Bezerra de Figueiredo e presidente do Conselho Regional dos Corretores de Imóveis (Creci/RN), que move ação de reintegração e manutenção de posse por ter firmado um contrato de promessa de compra e venda da área de 75 hectares teve ganho de causa. A operação foi efetuada em 2005 e, desde então, conflitos foram travados na Justiça – a construção de um eco resort está no centro da disputa. 
Na manhã da última terça-feira (26), a equipe d’O Jornal de Hoje esteve no local para fazer uma reportagem a respeito desta disputa entre uma comunidade indígena e o empresário pelo terreno que fica localizado em Baía Formosa, município que divide o RN da Paraíba. Segundo informações, a propriedade acomoda 43 famílias, cujos 217 integrantes descendem, em sua maioria, de índios potiguaras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todo o conteúdo postado em forma de comentário é de total responsabilidade do autor do mesmo!
Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:
...
IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato;